Educação Permanente em Saúde

Programa para o fortalecimento das práticas de Educação Permanente em Saúde no SUS foi apresentado durante a reunião ordinária da CIT.

O Departamento de Gestão da Educação na Saúde (Deges), durante a 9º Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), apresentou a proposta do Programa para o Fortalecimento das Práticas de Educação Permanente em Saúde no SUS (PRO EPS-SUS).

O PRO EPS-SUS consiste em uma estratégia de mobilização para o fortalecimento da formação de gestores, profissionais, trabalhadores e usuários de sistemas, ações e serviços do SUS, para qualificação do processo de trabalho em saúde, coordenado pela Atenção Básica, na perspectiva da Educação Permanente em Saúde (EPS), baseada na aprendizagem significativa e na possibilidade de transformar as práticas profissionais.

O objetivo é fortalecer a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) nos territórios e retomar o processo de implementação, tendo como foco à qualificação dos profissionais e trabalhadores, conforme as reais necessidades para atuação no SUS, sendo o acompanhamento realizado de forma contínua pelos estados e municípios.

Além disso, aproximadamente 40 mil equipes de Atenção Básica poderão aderir ao programa e a meta é qualificar os mais de 4 milhões de trabalhadores do SUS em processos de EPS.

As diretrizes do PRO EPS-SUS estão em fase de elaboração e discussão coletiva com os diversos colegiados, como o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e Conselho Nacional de Saúde.

Mais informações no link abaixo:

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/sgtes/noticias-sgtes/29756-deges-apresenta-proposta-para-pro-eps-sus

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *